Qual a importância da segurança na internet + como proteger

As dicas de como proteger o Wi-Fi são temas cruciais para aqueles que buscam a proteção de dados pessoais, financeiros e, até mesmo, para preservar a identidade virtual das empresas. Mas, também, é importante entender os diversos tipos de crimes cibernéticos para poder reconhecê-los e evitá-los.

Para se proteger e garantir que todas as suas informações sejam mantidas em segurança existem muitas dicas que vão além de usar senhas fortes e investir em uma conexão segura. Conheça cada uma delas a seguir.

Qual a importância da segurança na internet?

Manter a conexão segura e protegida garante a integridade e disponibilidade dos serviços online que são utilizados no dia a dia, como os serviços bancários, compras online e comunicações em rede.

Além disso, quando se trata das empresas, a segurança na internet é essencial para promover a confiança e a credibilidade no ambiente digital.

Quais são os riscos de ter uma rede de internet desprotegida?

Ter uma rede desprotegida expõe dispositivos e dados pessoais a uma série de riscos significativos. Sem medidas de segurança, os hackers podem interceptar o tráfego de dados e capturar informações sensíveis, como senhas de banco e informações financeiras.

A rede desprotegida abre possibilidade de ataques de negação e serviços distribuídos. Nesses ataques, os hackers sobrecarregam um sistema alvo com uma quantidade massiva de tráfego de rede, fazendo com que ele fique inacessível.

Ainda, uma rede desprotegida também é propícia para que os hackers assumam o controle de dispositivos conectados e façam outros ataques de malware, como vírus, ransomware e spyware, que podem comprometer a integridade dos dados.

10 vírus de computador mais conhecidos e como evitar.

Menos proteção contra acessos não autorizados

Quando se fala em riscos de ataques maliciosos, um dos principais é o acesso não autorizado por hackers. Eles podem interceptar comunicações, roubar informações pessoais e financeiras e, até mesmo, assumir o controle do dispositivo conectado. Quando há uma rede desprotegida, é difícil detectar e responder às atividades suspeitas, aumentando o risco e a gravidade dos danos.

Menos segurança para os dispositivos conectados

Dispositivos como câmeras de segurança, termostatos inteligentes e dispositivos domésticos conectados à Internet das Coisas muitas vezes tem segurança limitada ou nenhuma. Isso as torna alvo fácil de invasores que buscam explorar essas vulnerabilidades para acessar redes domésticas ou corporativas. Assim como pode acontecer com dispositivos de celular e impressoras, por exemplo.

Como proteger o Wi-Fi e aumentar a segurança da rede?

Saber como proteger o Wi-Fi e aumentar a segurança da rede é fundamental para evitar uma série de ameaças cibernéticas. Uma das principais medidas a serem tomadas é fazer a alteração das configurações padrão do roteador.

Além disso, é importante ativar a criptografia WPA2 ou WPA 3, que oferece uma camada adicional de segurança para proteger o tráfego de rede contra acessos não autorizados. Assim como desabilitar o WPS também pode ser importante, já que ele pode ser vulnerável a ataques de força bruta. Conheça as demais dicas:

Mude a senha e o login padrão

A primeira forma de se proteger, é a criação de senhas fortes e exclusivas. Toda a combinação deve ser composta por letras maiúsculas e minúsculas, além de números e caracteres especiais. Desta forma, a invasão por hackers se torna mais difícil.

Utiliza hotspots

O uso de hotspots pode ser conveniente, mas oferece certos riscos. Isso porque, ao se conectar a hotspots públicos, os usuários podem ter seus dados interceptados. Para aumentar a segurança, é recomendado evitar transações financeiras ou acessar informações sensíveis enquanto estiver fazendo uso do hotspot.

Deixe seu roteador sempre atualizado

Mantenha sempre o seu roteador atualizado conforme as últimas informações dadas pelo fabricante. Essas atualizações incluem correções de segurança para proteger contra novas ameaças.

Contrate um bom serviço de antivírus

Contratar um bom serviço de antivírus é muito importante para garantir a segurança da rede. Proteção como a EXA Segurança inclui não apenas a proteção de dados, como também de aplicativos, proporcionando uma navegação segura e muito mais.

O que fazer quando estão tentando hackear e como se proteger?

Ao se suspeitar de uma tentativa de ataque hacker, é importante agir rapidamente para proteger os dados e dispositivos. Uma das primeiras medidas é se desconectar da internet para interromper qualquer comunicação com o invasor e também realizar a instalação de um aplicativo para bloquear invasores de Wi-Fi.

Em seguida, por precaução, é importante fazer a alteração de todas as senhas associadas à conta comprometida e habilitar a autenticação em duas etapas. Além disso, também é válido realizar uma verificação completa do sistema com um software antivírus confiável, como o EXA Segurança.

1. Não forneça mais informações

Os hackers normalmente usam táticas da engenharia social para tentar obter acesso a informações sensíveis, como senhas e números de cartões, por meio de vírus no roteador. Por isso, caso receba qualquer solicitação suspeita sobre esses dados, é importante garantir a veracidade da solicitação antes de fornecê-los.

Outro ponto importante é não clicar em links suspeitos ou fazer download de anexos enviados por desconhecidos, pois este pode ser uma tentativa de phishing para roubar informações.

2. Desconecte seu dispositivo da Internet

Ao desconectar o dispositivo, você interrompe imediatamente qualquer comunicação com o invasor. Desta forma, impede que ele acesse seus dados e continue a comprometer o sistema.

Além disso, ao desconectar o dispositivo, é possível evitar que malware ou programas maliciosos continuem a se espalhar pela rede. Essa ação também permite que você avalie a situação com calma e tome medidas para proteger seus dados e sistemas antes de reconectar o dispositivo à internet.

Como usar o Wi-Fi público com segurança.

3. Redefina suas senhas

Após desconectar seu dispositivo, é muito importante que redefina suas senhas. Isso não inclui apenas as senhas do dispositivo afetado, mas também as senhas de todas as contas online associadas, como e-mails, redes sociais, servidores de banco e qualquer outra conta que possa ter sido comprometida.

4. Entre em contato com seu banco

É necessário entrar em contato com o seu banco ou instituição financeira caso desconfie que suas contas estão em risco. Muitos bancos têm medidas de segurança adicionais, como alerta de transações suspeitas ou congelamento temporário de contas, o que pode ajudar a prevenir fraudes.

5. Verifique seu computador

Verifique todos os arquivos e pastas em busca de qualquer atividade incomum, como novos programas instalados sem sua permissão, arquivos renomeados ou atividades suspeitas na rede. Caso tenha qualquer atividade suspeita, você deve agir rápido para tomar as medidas necessárias e remover o malware para proteger os seus dados.

6. Confira se há outras atividades suspeitas

É importante fazer uma busca profunda no computador a fim de encontrar qualquer sinal de comprometimento. Execute uma verificação completa do sistema utilizando um software antivírus confiável para identificar e remover qualquer programa malicioso ou arquivo suspeito que possam ter sido instalados.

Considere, também, a possibilidade de realizar um backup completo de seus arquivos para evitar a perda. Para isso, é importante usar dispositivos externos ou serviços de armazenamento em nuvem.

Para proteger o seu Wi-Fi contra ameaças cibernéticas e qual tipo de segurança usar no Wi-Fi, a EXA Segurança da Algar é a melhor opção. Com recursos avançados de detecção e prevenção de malware, além de suporte especializado, a EXA oferece tranquilidade aos usuários.

Avalie este post

Deixe um comentário